sábado, 6 de outubro de 2012

Inversão de Valores


Eclesiastes 10.1-7

Uma mosca morta estraga um perfume, uma migalha de insensatez conta mais que muita sabedoria. A mente do sábio vai a sua direita, a mente do néscio vai a sua esquerda; quem não tem juízo segue seu caminho chamando todos de néscios.
Se quem manda se enfurece contra ti, não deixes o seu lugar, pois a calma cura erros graves. Há um mal que vi debaixo do sol, um erro de que  o soberano é responsável: o ignorante ocupa altos postos, ao passo que nobres e ricos sentam abaixo; vi escravos a cavalo enquanto que  príncipes iam a pé como escravos”
Esse texto é uma clara evidencia de que o homem troca valores.
O sábio literalmente presenciou algumas coisas que o deixou incomodado ao ponto de escrever da maneira que realmente viu. Vamos destacar o que Salomão observou.
A insensatez vale mais que a sabedoria. 
Veja que o insensato é aquele que não age com juízo ou prévia análise das consequências por isso todos que vão contra o seu caminho é chamado de louco. Sendo assim o insensato que não tem juízo transfere sua insensatez aos sensatos, e ainda se gaba disso.
Outro exemplo da inversão de valores está na cena que envolve o príncipe e o escravo.
A nobreza tinha direito a cavalos, pois era considerado uma arma bélica, animal de guerra, caro e que os nobres sempre tinham um dos melhores a sua disposição; enquanto que o escravo na maioria das vezes nem uma sandália tinha para calçar, morava em senzalas, comiam daquilo que caçavam e dos restos dos seus senhores, quando tinham roupas era simples de algodão e não o bastante para os cobrir do frio. Enfim, com tanta dificuldade e privação um escravo jamais poderia andar a cavalo.
Um príncipe a pé e um escravo a cavalo.
Pela história quem deveria andar a pé era o escravo enquanto o príncipe a cavalo, mas não foi isso que o escritor viu. Na verdade toda aquela situação apontava para o que chamamos de inversão de valores.
O que não é valoroso passa a ser, e o valoroso perde o valor.
O certo tido como errado e o errado por certo.
A mentira ganha conceito de verdade ,e a verdade repudiada como uma mentira.
O inocente é culpado e o culpado inocente. Não foi isso que fizeram com Jesus? Inocentaram o criminoso Barrabas e crucificaram o inocente Jesus.
Assim o mundo caminha invertendo os valores, ou seja, aplaudindo o ridículo e ridicularizando o lindo.
Que Deus tenha misericórdia de nós!

 

 

4 comentários:

Adilson José da Costa disse...

Muito bom pastor Marcos,só faltou no meu ponto de vista a definição de Inversão de Valores,no demais muito bom meu pastor sou seu fã

adilson j. costa disse...

Muito bom pastor Marcos,só faltou no meu ponto de vista,a definição de "Inversão de Valores"
No demais muito bom,sou seu fã.

PR MARCOS CRUZ disse...

Caro companheiro,
Estou por te-lo como leitor do que escrevo.
A inversão esta no texto e naquilo que Salomão viu.
Mesmo assim, tentarei ser mais claro nos próximos textos.
Saudações em Cristo!

Faculdade Teológica disse...

Esta é a nova sociedade, Jesus está voltando, e isso nada mais é do um dos sinais meu amado irmão.
Que Deus te abençõe honrosamente!