quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Meu sermão de quarta feira dia 16 de fevereiro de 2011

Texto Colossenses 2.6-7



Neste texto, o apóstolo Paulo fala a igreja sobre a necessidade de se manter firme na presença de Deus para resistir aos ataques do adversário e aos ensinamentos contrários a fé cristã.

O versículo 6 nos remete a dois tempos distintos. O primeiro é o dia em que a pessoa recebeu a salvação pela fé, e o segundo refere-se aos anos seguintes. A recomendação de Paulo é para que os irmãos vivam os últimos com a mesma alegria, expectativa e a dedicação do primeiro amor.

No versículo 7, encontramos outra lição que não podemos deixar de mencionar.

Antes porém quero dar um tema a este sermão.

As fases da vida de um cristão

A primeira, é a de se enraizar. Relacionada a profundidade do cristão no reino de Deus, intimidade com Cristo que será adquirida através de oração e leitura bíblica.

O salmista diz que quem tem intimidade com o Senhor é como árvore plantada junto ao ribeiro de águas que dá seu fruto na estação própria. (SL 1)

A segunda fase esta ligado a consolidação da fé cristã. Acredito que nem sempre a fé capaz de remover montanhas é gerada na pessoa instantaneamente no momento em que se decide por Cristo, antes passa por um processo até que atinja o ápice.

Então assim que o indivíduo aceita o plano de salvação, uma caminhada rumo ao amadurecimento será iniciada através da fé, dos estudos na EBD, nos cultos de ensinos e nas orações até que se torne um cristão consolidado. Muitos ao passar por situações de dificuldade vacilam na fé mostrando imaturidade.
Cristo falou disso ao dizer que quem confiar nele sem vacilar será como uma casa que foi construida sobre a rocha que permanecerá inabalável mesmo se atingida por uma tempestade. Em Romanos 5, o apóstolo Paulo disse que devemos nos alegrar também nas tribulações porque elas são produtivas.
A última fase está relacionado a alegria da salvação que toma conta de cada pessoa no dia do encontro com Cristo. Essa alegria deve ser crescente e abundante, pois ela é gerada pelo Espírito Santo em nosso espírito que ao transbordar enche alma e consequentemente se reflete no corpo, mostrando uma pessoa alegre e capaz de manter o equilíbrio diante das situações de tensões, tristezas e etc.

Portanto, o apóstolo Paulo está falando do dever do cristão de desenvolver intimidade com Deus, amadurecimento a respeito da redenção, regeneração e vida eterna e ainda se alegrar em qualquer situação sem perder nenhuma oportunidade de dar graças a Deus.



Um comentário:

foltran disse...

Paz do Senhor Jesus Pr Marcos, venho te parabenizar pelo artiqo. Muito bem descrita as fases da vida cristã, que não permitem saltos de período sem antes alcançar a aprovação. Endendo ser um grande desafio ao imediatismo da nossa geração, aguardar com paciência o tempo de desenvolvimento cristão para alcançar um profundo relacionamento com Deus.
Um forte abraço,
Fernando Foltran.